Noticia

3 maneiras de manter os clientes engajados nas compras online

26Mai

3 maneiras de manter os clientes engajados nas compras online

Se antes alguns consumidores já optavam por realizar compras online, com as medidas de isolamento social esse hábito se intensificou. Segundo pesquisas das empresas norte-americanas Emarsys e GoodData, até o dia 10 de abril, a receita de e-commerce nos Estados Unidos foi 42% maior em relação a 2019. No Brasil, o comércio eletrônico ganhou quatro milhões de novos clientes durante a pandemia.

As empresas que já vendiam através da Internet estão, naturalmente, em uma posição melhor. Com isso, todas as marcas de varejo devem analisar como podem vender seus produtos e serviços online, além de comunicar melhor a opção aos seus clientes.

Um ótimo ponto de partida é fazer uma auditoria do seu site. Pense se as frases de destaque estão no local mais apropriado, se há foco na descrição e benefícios do produto e o tempo que o site leva para carregar, por exemplo. Neil Patel, especialista em marketing digital, relata que 40% dos usuários da web abandonam um site que leva mais de três segundos para carregar.

Fazer ajustes nas estratégias de marketing pode trazer benefícios. Diante de condições econômicas incertas, é importante dobrar os clientes que compraram da sua empresa no passado e já estão familiarizados com sua marca. Uma estratégia inteligente para manter o fluxo de caixa é oferecer aos clientes anteriores ofertas novas e interessantes a fim de retê-los.

O portal Entrepreneur listou três maneiras de manter seus clientes engajados com as compras online. Confira:

Faça um discurso atraente

Ainda que a população esteja reduzindo os seus hábitos de consumo, muitas pessoas estão investindo no e-commerce para compras básicas, como de supermercado e itens essenciais para casa. Outro setor que viu suas receitas com venda online subirem foi o de videogames. Os consumidores estão investindo nas necessidades que os mantêm felizes, saudáveis e entretidos ​​enquanto estão em casa.

Lembre-se dos hábitos atuais dos seus clientes ao promover sua marca no comércio eletrônico. Não importa se você está oferecendo algo essencial ou que os ajude a se divertir, as mensagens focadas nos interesses ajudarão a ilustrar a natureza dos seus produtos. Além disso, procure desviar de mensagens muito específicas aconselhando que os clientes fiquem em casa, isso evita que os consumidores sejam inundados com sentimentos que estimulem o medo.

Mapeie seus possíveis desafios

Todas as marcas estão sujeitas a correr riscos durante o período de crise - até mesmo as mais experientes. O analista Oscar Orozco disse, em entrevista à CNBC, que embora os consumidores estejam comprando mais produtos online, as marcas nativas digitalmente devem antecipar dificuldades nos próximos meses. “As vendas continuarão mudando de produtos que são desejados ​​para produtos indispensáveis”, completa.

Os desafios gerados pela crise na cadeia de suprimentos podem gerar uma ameaça. Muitas empresas estão mudando seus negócios para produzir máscaras, respiradores e outros produtos necessários para auxiliar na pandemia. Isso pode afetar a produção e consequentemente, a capacidade de fazer anúncios. O aumento do volume de pedidos feitos por meio do e-commerce significa atrasos no envio de muitas marcas.

Todos esses riscos devem ser levados em conta ao aprimorar o comércio eletrônico de sua empresa. Ao tomar uma abordagem mais proativa diante desses desafios, isso ajudará a se comunicar melhor com seus clientes e se adaptar às preferências que forem mais viáveis.

Supere os desafios e se fortaleça

Não dá para negar que este está sendo um período repleto de desafios para o varejo. Apesar disso, vemos um reflexo claro da importância do comércio online. As marcas que se concentrarem na otimização da experiência digital de seus clientes terão mais chance de continuar gerando receita. Não só isso, mas também estarão em uma posição mais forte quando a sociedade voltar ao normal.

Os esforços na mudança de estratégias e melhoria das opções de e-commerce farão com que você esteja mais preparado para um futuro no qual as vendas online continuarão tendo um papel importante.

Fonte:PEGN

(436)