Noticia

5 produtos congelados para vender, além do pão francês

31Jul

5 produtos congelados para vender, além do pão francês

Há alguns anos, os produtos congelados deixaram de ser uma tendência e se tornaram realidade. A razão disso? Diante do estilo de vida corrido, grande parte da população está investindo em mudanças do consumo, adotando esse modelo de alimentação para alcançar mais praticidade e economia de tempo.

É claro que as empresas mais atualizadas do setor já notaram essa demanda e, para se destacar, estão investindo todas as suas fichas para conseguir atender a diferentes perfis de consumidores. Inclusive, tal solução pode abranger inúmeros alimentos, não somente os pães, mas também, os pratos completos, as sobremesas, as famosas “marmitas fitness”, as carnes e outros itens capazes de tornar a dieta do cliente mais rica e saborosa.

Foi justamente por essa razão que criamos o post de hoje. Para que você se aprofunde no tema e consiga adaptar o seu negócio a esse novo cenário, explicaremos quais são os ingredientes de maior procura no momento e como eles podem proporcionar inúmeros benefícios para a sua marca, como uma boa visibilidade e rentabilidade. Acompanhe a leitura para saber mais!

Um panorama sobre o mercado de congelados 
Se, de um lado, a população está investindo mais nos produtos congelados para ter mais funcionalidade no dia a dia, o mesmo vale para as empresas que trabalham no ramo. Em uma linha de produção convencional, as etapas para preparar um prato estão se tornando extremamente custosas e trabalhosas. Ou seja, elas demandam altos recursos, sem contar os seus custos elevados, que podem comprometer todo o orçamento de um negócio.

Por isso, o uso do ultracongelamento deixou de ser uma mera tendência e passou a se tornar uma necessidade, seja entre os microempresários ou quem já está atuando no ramo há algum tempo. É um recurso que veio para manter toda e qualquer marca à frente da concorrência, se destacando em vários segmentos.

Essa mudança funciona da seguinte maneira: imagine que no processo convencional toda a produção de uma padaria é realizada diariamente. Isso inclui a elaboração de receitas complexas, até o preparo dos pratos e a entrega para o consumidor. No meio do caminho, ainda é preciso considerar os inúmeros equipamentos e uma mão de obra especializada na área.

Já quando se trabalha com a produção via ultracongelamento, toda essa logística é cortada, sendo antecipada toda a demanda do consumidor. Aqui, a marca já trabalha com um produto pronto para oferecer, cabendo à loja somente comercializá-lo, como se cada item tivesse sido produzido naquele momento.

Em resumo, podemos dizer que o ultracongelamento consegue otimizar a produção, garantindo o máximo de conforto e um atendimento agilizado para o cliente final. Quando colocamos na balança, essa última opção se torna muito mais benéfica do que as alternativas clássicas e que vinham sendo usadas até há pouco tempo.

5 produtos congelados para investir
Para as empresas que atuam no universo da panificação, o congelamento de pães é o grande destaque. Presente na mesa do brasileiro, do café da manhã até o jantar, esse alimento está sempre sendo procurado pelo público. Contudo, um panificador também pode recorrer a outros produtos congelados, aumentando o seu cardápio e conseguindo alcançar um nicho diferenciado entre os seus concorrentes.

Os itens que não passam pelo processo de fermentação podem ser congelados crus e, posteriormente, armazenados, sendo usados somente sob demanda. Também é possível utilizar produtos estratégicos para facilitar a rotina do negócio, sendo os pré-assados excelentes saídas. Abaixo, mostramos quais são essas soluções e os seus atrativos.

1. Refeições completas
As refeições completas são excelentes para os consumidores que não têm tempo de cozinhar e, por isso, saem em busca de mais praticidade. Não por menos, esse mercado está em constante expansão, ainda que tais pratos exijam mais estrutura e versatilidade para conseguir agradar a diferentes paladares. Caso queira um diferencial competitivo, vale investir também nos alimentos fitness, que são aqueles não fritos, com menos sódio e produzidos a partir de ingredientes orgânicos.

2. Massas
Saborosas e de fácil preparo, as massas sempre estão no topo da lista dos itens mais consumidos pelos brasileiros. Para ilustrar, podemos destacar as pizzas, as lasanhas e qualquer outro macarrão, dos simples aos recheados. Em uma panificadora ou restaurante, as opções congeladas funcionam muito bem e, para incrementar o prato, ainda há a possibilidade de investir em molhos diversos.

3. Salgados
Os salgados também se destacam entre os produtos congelados. Atualmente, é difícil encontrar uma única padaria que não trabalhe com esse tipo de refeição para os seus clientes. Coxinhas, risoles, pastéis, quibes e bolinhas de queijo estão entre os principais.

E quem trabalha com salgados, sejam eles fritos ou assados, não deve abrir mão de um ultracongelador, uma vez que esse equipamento será um verdadeiro aliado durante o processo de produção, congelamento e distribuição.

De acordo com a qualidade do equipamento adquirido, esse cuidado ainda pode render algumas vantagens. A coxinha, por exemplo, não formará cristais de gelo e, tampouco, irá estourar ao entrar em contato com o óleo quente — evitando a perda de salgados e um prejuízo financeiro para o negócio.

4. Sobremesas
A confeitaria congelada é um dos segmentos que mais estão se destacando nesse ramo. Enquanto um cliente deseja comer um bolo de chocolate, outro pode querer uma torta de limão e por aí em diante. Fato que faz com que uma loja não tenha estrutura suficiente para preparar todos esses itens em um único dia, precisando recorrer ao ultracongelamento para suprir as necessidades do público.

Ao investir nessa modalidade, será possível congelar bolos, pães doces e tortas dos mais variados sabores e só retirá-los do ultracongelador conforme os pedidos sejam realizados.

5. Espetinho
Da mesma maneira que os salgados podem proporcionar bons resultados, os espetinhos são alternativas rápidas, eficientes e capazes de agradar a diferentes paladares. Além disso, você não precisará se preocupar em descongelar a carne, colocá-la no espeto e assá-la para, somente depois, servir.

Com os ingredientes já prontos e congelados, a sua única missão será tirá-los do ultracongelador, desembalá-los e levá-los ao forno. O sabor continuará o mesmo e o público não precisará esperar.

Por último, é válido lembrar que, para garantir ótimos produtos congelados, o empreendedor precisará contar com empresas que oferecem equipamentos de qualidade. São máquinas desenvolvidas a partir de última tecnologia e que conseguem resfriar a temperatura dos alimentos sem comprometer o seu gosto, textura, cor ou cheiro.

Fonte: Prática

(676)