Noticia

Pães com ingredientes regionais. Como inovar com os sabores brasileiros

22Jul

Pães com ingredientes regionais. Como inovar com os sabores brasileiros

Quantas vezes vamos na padaria em busca de algo novo para surpreender e agradar nosso paladar e não encontramos variedade? A falta de novos produtos pode fazer com que o consumidor deixe de comprar, compre menos, ou pior, vá até seu concorrente. Portanto, a inovação tem que fazer parte do cotidiano da padaria, lembre-se: é necessário sempre se reinventar e evoluir!

Mas como fazer isso? Com os ingredientes importados cada vez mais custosos, a sugestão que a Prática traz nessa postagem é a de utilizar produtos nacionais e regionais. O Brasil é rico em insumos saborosos, que podem fazer a diferença nas suas receitas e trazer muito mais lucratividade para seu empreendimento.

Cada região, com sua culinária típica, tem ingredientes com grande potencial de uso na panificação, esses que já são muito comuns na mesa do consumidor e nos pratos famosos, podem também ir parar nos pães! Tudo somente à espera da criatividade do profissional panificador para novas receitas, que podem até colocar a sua marca em evidência!

Como inovar as receitas com ingredientes regionais?
A massa do pão em si é bastante neutra. Composta basicamente de farinha, água, fermento e sal, ela é muito receptiva a outros ingredientes, que podem ser incorporados para garantir sabores, texturas e decorações diferenciadas.

A única restrição se dá quando os ingredientes são muito ricos em água, gorduras, ácidos ou com sabor e aroma muito acentuados. Esses podem ser usados, mas dependem de um pouco de equilíbrio na hora de desenvolver a novidade. A água pode amolecer demais a massa, a gordura pode deixá-la pesada, os ácidos podem interferir na fermentação e os insumos de sabor e aroma fortes podem deixar o produto um pouco fora do paladar do consumidor.

As massas produzidas com alta hidratação, fermento natural e de longa fermentação também podem receber facilmente essas iguarias regionais sem nenhum problema. O único cuidado deve ser na hora da manipulação e divisão, já que se feitas de forma incorreta podem levar o pão a perder os gases da fermentação, que dão as características marcantes deste tipo de produto de alto valor agregado.

Já existem no mercado divisoras para massas com alta hidratação, tanto manuais quanto hidráulicas, já com conjuntos de cortadores especiais que já deixam os pães todos do mesmo formato, tamanho e peso, facilitando essa fase da operação.

Ideias por Região - Sudeste

Quem não conhece o famoso queijo minas e queijo Canastra? Esses queijos são ótimas adições às receitas de pães, simplesmente porque são muito gostosos e versáteis. Em vez de comercializá-los separadamente, como complemento, que tal incorporá-los aos pães e vender um produto mais valoroso e tradicional?

O torresmo, tão querido na culinária mineira, pode ser acrescentado aos pães, quebrado e com um pouco de gordura suína, para fazer um delicioso “pão de torresmo”, um verdadeiro sucesso.

A goiabada, outra estrela do estado, quando aliada ao queijo minas ou outros queijos também pode ser uma opção para agregar valor a pães doces, especialmente em roscas trançadas e em formatos intrincados, já bem conhecidas da panificação local.

Os doces também podem entrar em recheios ou utilizados como cobertura e decoração. Marmelada, bananada, doces de tubérculos — batata-doce, batata-roxa e abóbora — e ambrosia — feito com gemas de ovos cozidos em leite e açúcar. A variedade de frutas, geleias e conservas dessa região também é imensa.

E claro, não podemos nos esquecer desta verdadeira instituição que é o “Pão de Queijo”. Ele já é um velho conhecido de todas as padarias do Brasil, mas mais do que nunca, precisa ser fornecido com maior frequência nas prateleiras e, de preferência, sempre quentinho. Uma alternativa para isso é o uso de fornos que convecção, que são equipamentos menores, de balcão e podem ser colocados na frente da loja, absolutamente perfeitos para assar pães de queijo o dia todo!

Fonte: Abip

(202)