Noticia

Panetones são a grande aposta da panificação e confeitaria em 2020

24Nov

Panetones são a grande aposta da panificação e confeitaria em 2020

Então é (quase) Natal, mas, em um ano que já contabiliza mais de seis meses de pandemia, o planejamento para o final do ano precisa ser repensado para que a data comemorativa ajude a equilibrar as contas deste 2020 afetado diretamente pelo coronavírus.

A supervisora de vendas da Dispropan, Ana Beatriz Belico, aposta em uma venda de panetones ainda maior que em anos anteriores: “As pessoas estão emocionalmente mais dependentes dos prazeres proporcionados pela comida, ao mesmo tempo que não irão investir alto em presentes por conta da recessão econômica. Os panetones diferenciados terão um forte apelo nesse cenário”.

Toda a linha de produção da indústria da panificação e confeitaria teve seus processos alterados pela retração financeira. Independente do seu modelo de negócio você viu empresas fecharem as portas, reaberturas parciais e flexibilizações seguindo os protocolos de prevenção. Dentro disso é essencial que os empresários dos ramos de confeitaria e panificação se antecipem para garantir o abastecimento de ingredientes, formas e embalagens, já que alguns produtos já estão em falta.

Na Dispropan uma vasta linha de produtos inovadores e sabores diferentes já está à disposição, como explica Dayane Couto, gestora de recursos humanos da empresa. “Estamos preparados para atender nossos clientes, desde as cake designers que trufam panetone em casa até as grandes indústrias, com embalagens diferenciadas, recheios gourmets para panetones trufados e pré-misturas de diferentes parceiros”.

Números animam setor
Apesar de ser difícil apontar estimativas de vendas, a Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI) revelou que a categoria de pães e bolos industrializados teve um crescimento de 14,3% em volume no primeiro quadrimestre do ano, no comparativo ao mesmo período do ano passado.

As exportações de biscoitos, massas, pães e bolos industrializados saltaram 73% no primeiro semestre, e a categoria de pães e bolos industrializados teve alta de 85% em faturamento no primeiro semestre (China, Estados Unidos e Japão são os principais compradores).

Origem do panetone
Esse produto característico das festividades de Natal e do Ano Novo veio da Itália. Uma das histórias mais contadas é que seu inventor foi um certo Toni, ajudante de cozinheiro que, na véspera do Natal foi assar uma fornada de pães e, de tão exausto, confundiu-se e colocou as uvas passas da torta na massa de pão. Para tentar salvar a receita ele acabou colocando outras frutas cristalizadas, manteiga, ovos e os demais ingredientes do recheio que seriam usados originalmente na torta. A criação fez tanto sucesso que seu chefe, decidiu dar o nome à massa de “pane di Toni” (“Pão do Toni”, na tradução). O tempo passou e a receita passou a ser chamada de panetone.

Fonte: Dispropan

(765)